Quando podemos classificar a hipoglicemia como clinicamente significativa?

Divida com seus amigos o que você leu!

American Diabetes Association em conjunto com a European Association for the Study of Diabetes divulgaram suas atualizações para o manejo e tratamento da hipoglicemia. Segundo a nova diretriz hipoglicemia clinicamente significativa é considerada a partir de 54 mg/dL.

Segundo a nova diretriz, a gravidade da hipoglicemia pode ser estratificada em 3 níveis:

Nível 1: Glicose ≤ 70 mg/dL e > 54 mg/dL: Faixa limítrofe em que a hipoglicemia não é considerada clinicamente relevante para ser reportada em estudos.

Nível 2: Glicose ≤ 54 mg/dL e > 50 mg/dL: Faixa de hipoglicemia clinicamente importante e, portanto, que deve ser reportada.

Nível 3: Glicose ≤ 50 mg/dL: Indica hipoglicemia grave, sendo comumente acompanhada por déficit cognitivo, requerendo administração glicêmica para recuperação cognitiva.

Na prática médica, esta padronização implica em pouco impacto direto. A intenção da padronização, na verdade, é que os diversos estudos de uso de insulinas, hipoglicemiantes e novas tecnologias sigam a mesma padronização do que deve ou não ser considerada uma hipoglicemia clinicamente importante, visto que este é um parâmetro fundamental a ser considerado no acompanhamento terapêutico de pacientes com diabetes.

Referências Bibliográficas:

  • International Hypoglycaemia Study Group. Glucose Concentrations of Less Than 3.0 mmol/L (54 mg/dL) Should Be Reported in Clinical Trials: A Joint Position Statement of the American Diabetes Association and the European Association for the Study of Diabetes. Diabetes Care 2016 Nov; dc162215.

Fonte: Pebmed

%d blogueiros gostam disto: