Analgesia e sedação em Terapia Intensiva – Parte 1

Os efeitos deletérios da sedação profunda e seu impacto em desfechos desfavoráveis é bem conhecido e estudado. A sedação profunda ainda é amplamente usada em pacientes críticos na terapia intensiva, em parte devido a premissa antiga de que a mesma era necessária para a adaptação dos pacientes aos ventiladores mecânicos.

Com o avanço das tecnologias, no entanto, a necessidade de sedação profunda se tornou cada vez menor, sendo possível hoje iniciar regimes de sedação leve desde o início da terapêutica, com consequente impacto positivo no tratamento e recuperação do paciente.

Pensando nisso, um grupo de intensivistas

Ler mais

10 truques de uso para os swabs de álcool

É hora de falar sobre um dos heróis anônimos da nossa profissão: swabs de álcool (ou será que você os conhece por lenços umedecidos em álcool?). Embora eles não sejam embebidos em lágrimas dos deuses, como se acreditava anteriormente, estes minúsculos lenços são certamente um presente de algum poder superior.

Aqui estão algumas razões pelas quais os swabs de álcool são os melhores amigos de um profissional de enfermagem:

Ler mais

Dicas para uma boa anotação de enfermagem

É um plantão tóxico para você. Você tem toneladas de coisas para fazer, incluindo procedimentos de enfermagem a serem realizados em cada paciente e medicamentos para serem administrados. Você também tem que atualizar o estado dos pacientes para os médicos que fazem as visitas e documentar tudo o que você tem feito para cada paciente.
Você pensa consigo mesmo: “É realmente necessário fazer anotações de enfermagem?”

A resposta? Sim, realmente é! Além de executar ações terapêuticas de enfermagem, esta é uma das coisas mais importantes a fazer quando você é um membro da equipe de enfermagem, uma vez que pode salvar você e sua licença (o seu famoso e precioso COREN) quando surge um conflito. Quais são as principais dicas que você deve se lembrar ao realizar a sua anotação de enfermagem? Acompanhe conosco nesse post!

Ler mais

Como realizar o cuidado oral para pacientes independentes, dependentes e inconscientes

Pacientes independentes
  • Pacientes que são capazes de permanecer de forma independente em uma posição Fowler ou semi-Fowler podem, em geral, realizar a sua própria higiene oral, desde que os suprimentos necessários estejam ao fácil alcance.
  • Para pacientes conscientes, sentar na margem da cama ou próximo à pia também é uma opção para a realização da higiene oral.
  • Enquanto o  paciente está realizando a higiene oral, é importante que você observe o processo e fornecer qualquer orientação necessária a respeito da escovação e uso do fio dental. Este é também um bom momento para discutir a importância da higiene oral e de uma boa saúde bucal com o paciente.
Pacientes dependentes
  • Quando os pacientes apresentam agravamento do quadro de saúde

    Ler mais

Ferramenta online ajuda usuários a padronizar trabalhos nas normas da ABNT – Galileu | Tecnologia

Escrever utilizando uma linguagem acadêmica pode ser complicado para quem não tem costume. Mas nada se compara com o trabalho que dá colocar todo o material produzido dentro das normas da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT). Os estudantes Yguaratã Cavalcanti, Paulo Silveira e Bruno Melo perceberam essa dificuldade quando fizeram pós-graduação em computação na Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), em Recife.

Ler mais

Hipotermia após parada cardíaca

Resfriamento do corpo pode reduzir sequelas neurológicas e contribuir para a recuperação do paciente

Para os leigos, parece ficção científica. Para os médicos, no entanto, a hipotermia já é uma técnica antiga conhecida e utilizada com frequência há mais de 10 anos em unidades de terapia intensiva e prontos-socorros. Longe de ter o aparato tecnológico que mexe com a imaginação da população, o procedimento consiste apenas em reduzir a temperatura corporal de quem sofre uma parada cardíaca e não recobra a consciência, a fim de reduzir possíveis sequelas neurológicas.

Quando o coração para, consequentemente

Ler mais

Projeto no Maranhão alfabetiza pacientes de hemodiálise

O Hospital Universitário da Universidade Federal do Maranhão (HU-UFMA) está alfabetizando pacientes que realizam tratamento no Serviço de Nefrologia e Transplante Renal da unidade. A iniciativa, pioneira no país, concilia as sessões de hemodiálise com as aulas do primeiro segmento do ensino fundamental (período que vai da alfabetização até o quinto ano). Batizado como ABC Nefro, o projeto beneficia 20 pacientes com idades que variam entre 15 e até 98 anos por meio da Educação de Jovens e Adultos (EJA).

A ideia foi da equipe multidisciplinar do setor de nefrologia

Ler mais

Flashback: (Re)leia um artigo de grande impacto no Sala de Enfermagem

Olá, pessoal!

Toda semana destacamos posts que fizeram grande sucesso aqui no Sala de Enfermagem. A cada semana uma publicação será republicada, assim novos leitores poderão ter mais facilidade para ler artigos passados.

Eis o destaque dessa semana:

Processo de Enfermagem para a administração segura de medicamentos

Para administrar medicamentos com segurança, competência técnica, com pensamento crítico e atenção a todos os detalhes, é preciso construir um processo de enfermagem a fim de orientar as condutas próprias e dos profissionais envolvidos na administração de medicamentos ao paciente. Este processo se baseia na coleta do histórico e levantamento de dados relativos ao paciente, o desenvolvimento de diagnósticos de enfermagem apropriados a diversas situações, o planejamento, as intervenções e a evolução diária.

Boa (re)leitura! 😉

Interpretação de exames: entendendo os eletrólitos

Os eletrólitos geralmente aparecem em nossas vidas logo no início dos cursos de enfermagem. Como a interpretação dos valores laboratoriais dos eletrólitos é uma parte crucial do planejamento de cuidados de enfermagem, a ênfase que damos nesse post pode ser justificada. Muitos estudantes de enfermagem acreditam que estudar os eletrólitos é chato e sem aplicação na futura prática assistencial, assim como tantas outras matérias durante o curso. No entanto, entender os conceitos básicos do funcionamento do corpo humano nos faz ter segurança suficiente para aprofundar os nossos conhecimentos e entender as mais complexas questões fisiológicas, patológicas, manifestações clínicas de doenças e possíveis complicações que podem surgir durante a assistência de enfermagem. Portanto, começaremos do básico: Sódio, Potássio, Magnésio, Cálcio e Fósforo.

Ler mais