ECG descomplicado: interpretação básica

Interpretando o básico do ECG Assim como em outras profissões, a enfermagem nem sempre é o que parece. É uma profissão nobre, abarrotada de coisas que são de difícil compreensão. Coisas que precisam de perseverança, espírito crítico e um desejo constante de entender coisas até então desconhecidas. Enquanto alguns dão o seu melhor para mergulhar de cabeça nesse mar de complicações, há também aqueles que optam por trilhar o caminho da … Ler mais

Quando podemos classificar a hipoglicemia como clinicamente significativa?

Divida com seus amigos o que você leu!

American Diabetes Association em conjunto com a European Association for the Study of Diabetes divulgaram suas atualizações para o manejo e tratamento da hipoglicemia. Segundo a nova diretriz hipoglicemia clinicamente significativa é considerada a partir de 54 mg/dL.

Segundo a nova diretriz, a gravidade da hipoglicemia pode ser estratificada em 3 níveis:

Ler mais

Interpretação de exames: entendendo os eletrólitos

Divida com seus amigos o que você leu!

Os eletrólitos geralmente aparecem em nossas vidas logo no início dos cursos de enfermagem. Como a interpretação dos valores laboratoriais dos eletrólitos é uma parte crucial do planejamento de cuidados de enfermagem, a ênfase que damos nesse post pode ser justificada. Muitos estudantes de enfermagem acreditam que estudar os eletrólitos é chato e sem aplicação na futura prática assistencial, assim como tantas outras matérias durante o curso. No entanto, entender os conceitos básicos do funcionamento do corpo humano nos faz ter segurança suficiente para aprofundar os nossos conhecimentos e entender as mais complexas questões fisiológicas, patológicas, manifestações clínicas de doenças e possíveis complicações que podem surgir durante a assistência de enfermagem. Portanto, começaremos do básico: Sódio, Potássio, Magnésio, Cálcio e Fósforo.

Ler mais

Gasometria arterial: o que devemos saber

Divida com seus amigos o que você leu!

A gasometria arterial avalia a troca gasosa, através da medida das pressões parciais de oxigênio (PaO2) e dióxido de carbono (PaCO2), assim como o pH de uma amostra arterial. Comumente utilizado, tal procedimento requer uma série de cuidados prévios que vão desde a escolha do melhor local, até a avaliação clínica do paciente e verificação de medicamentos de uso habitual da pessoa, os quais possam vir a causar sangramentos. Tais cuidados acabam sendo essenciais para que não ocorram uma série de complicações advindas não só da técnica de punção utilizada, bem como das próprias condições clínicas do paciente.

Ler mais

ECG: como posicionar corretamente os eletrodos?

Divida com seus amigos o que você leu!

Verde. Vermelho. Amarelo. Preto.

Gia é uma enfermeira recém-graduada e sempre foi fascinada pelo ECG. Ela acha incrível como após apenas alguns cliques você começa a ver a atividade elétrica do coração e, com apenas um toque no botão, você pode imprimir e depois guardar para documentação e referência futura.

No entanto, há um problema. Gia sempre se confunde ao colocar todas essas derivações de cores diferentes sobre o peito do paciente. Isso a incomoda muito e ela pensa consigo mesma: “Como é que vou ser uma boa enfermeira se mesmo algo tão simples como a colocação dos eletrodos pode parecer tão complicado para mim? Como eu vou fazer isso em situações de emergência? Tenho medo de me atrapalhar. “

Calma!

Fonte: ADClinic.com

Como posicionar eletrodos de ECG como um expert

Ler mais