O perfil da enfermagem brasileira e a sua relação com a população

Recentemente li um relato/desabafo a respeito da situação da enfermagem brasileira e a violência à qual somos submetidos diária e silenciosamente. Após a leitura, me entristeci. Senti, então, a necessidade de compartilhar algumas informações pontos de vista com vocês, mesmo já tendo escrito sobre o panorama da enfermagem no Brasil em um post anterior.

Somos a maior classe de trabalhadores no país, com mais de 1,8 milhão de profissionais. Apenas no estado de São Paulo, somos

Ler mais

Ressuscitação Cardiopulmonar (RCP): uma habilidade que salva vidas

Divida com seus amigos o que você leu!

20140329-195714.jpg

De acordo com Marion Leary (RN, MSN, diretora-assistente de pesquisa clínica na Universidade do Centro da Pensilvânia para Ciência da Ressuscitação, na Filadélfia, Estados Unidos), “a parada cardiorrespiratória (PCR) pode acontecer a qualquer momento, em qualquer lugar.” Quando bem desempenhada, a ressuscitação cardiopulmonar (RCP) aumenta as taxas de sobrevivência após os episódios de PCR.

Ler mais

Fumar narguilé é como fumar 100 cigarros, alerta INCA e Hospital A.C. Camargo

Divida com seus amigos o que você leu!

O alerta é do INCA – Instituto Nacional de Câncer. O narguilé, também é conhecido como cachimbo d’ água ou shisha ou Hookah – é um dispositivo para fumar no qual o tabaco é aquecido e a fumaça gerada passa por um filtro de água antes de ser aspirada pelo fumante, por meio de uma mangueira. Por utilizar mecanismos de filtragem, o consumo de narguilé é visto como menos nocivo à saúde. Mas, na verdade, seu uso é mais prejudicial do que o de cigarros. Segundo a Organização Mundial da Saúde (2005), uma sessão de narguilé dura em média de 20 a 80 minutos, o que corresponde à exposição a todos os componentes tóxicos presentes na fumaça de 100 cigarros.

Ler mais

Profissionais de enfermagem e redes sociais: política de uso do Facebook

Divida com seus amigos o que você leu!

Por que alguns enfermeiros e outros profissionais de enfermagem perdem seus empregos por causa de postagens no Facebook? Celebridades usam o site popular de rede social, repórteres de TV também usam, e as chances de que você e seus amigos usem-no também são altas. No entanto, os usuários podem ignorar os efeitos negativos que os sites de redes sociais podem ter em suas carreiras. Na área da saúde, as postagens no Facebook podem influenciar o processo de contratação, violar a privacidade do paciente e resultar em demissão.

Ler mais

A diferença entre burnout e tédio

Divida com seus amigos o que você leu!

Enfermeiros frequentemente discutem sobre burnout, que pode, às vezes, ser chamado de fadiga da compaixão. Independentemente de qual termo utilizado, os enfermeiros estão em risco porque o nosso trabalho exige competências técnicas complexas, uma base de conhecimento em constante expansão, resistência física e pensamento crítico, uma vez que os sintomas do paciente muitas vezes não apresentam da mesma forma descrita nos livros didáticos estudados na escola de enfermagem.

Ler mais