Taxas de hospitalização por meningite e sepse causadas por Haemophilus influenzae, Neisseria meningitidis e Streptococcus pneumoniae

Fonte: Medisuite.ir   Um artigo foi difundido no periódico The Lancet Infectous Diseases e seus pesquisadores afirmaram que as infecções por Haemophilus influenzae, Neisseria meningitidis e Streptococcus pneumoniae são causa de mortalidade considerável e morbidade a longo prazo nos crianças. Não se conhece nenhum estudo que avalie as tendências a longo prazo nas taxas de admissão por meningite e sepse causadas por estes micro-organismos patogênicos em crianças da Inglaterra. O propósito do estudo foi realizar tal estudo utilizando dados sistematicamente relatados na Inglaterra. Neste estudo de observação baseado na população, utilizou-se séries de dados que incluem estatísticas administrativas coletadas de forma sistemática sobre a atenção hospitalar: a Indagação em Pacientes Hospitalizados (dados da Inglaterra de 1968 a 1985), a série de dados de Estatísticas de Episódios de Hospital (dados da Inglaterra a partir de 1989) e o estudo de associação de registros de Oxford (dados para Oxfordshire e zonas próximas de 1963 a 2011). Foram analisadas as taxas de admissão anausi padronizadas por idade e específicas por idade em crianças menores de 15 anos com infecção por H influenzae, meningite meningocócica e pneumocócica bem como sepse. Foi observada uma redução nas taxas de admissão hospitalar por doenças bacterianas invasivas na infância depois da introdução de vacinas conjugadas contra H influenzae, N meningitidis e S pneumoniae na Inglaterra. A taxa anual de meningite por H influenzae por 100.000 crianças diminuiu de 6,72 admissões (IC de 95%: 6,18 a 7,26) em 1992 a 0,39 admissões (0,26 a 0,52) em 1994, depois da introdução da vacina sistemática contra H influenzae de tipo B. Foi observado um pequeno incremento nas admissões a princípios da década de 2000, alcançando seu máximo em 1,24 admissões por 100.000 crianças (0,99 a 1,48) em 2003, que diminuiu para 0,28 por 100.000 crianças (0,17 a 0,39) por volta de 2008 depois da introdução dos programas de reforço de atualização (2003) e sistemáticos (2006) para crianças pequenas. A doença meningocócica aumentou durante a década de 1990, alcançando um máximo em 1999, com 34,54 admissões (33,30 a 35,78) por 100.000 crianças. As admissões hospitalares diminuíram depois que foi introduzida a vacina antimeningocócica de sorogrupo C em 1999 e foram 12,40 admissões (11,68 a 13,12) por 100.000 em 2011. As admissões por doença pneumocócica invasiva aumentaram da década de 1990 alcançando um máximo em 2006, 4,45 admissões por meningite (IC de 95%: 4,0 a 4,9) por 100.000 crianças e 2,81 admissões por sepse (2,45 a 3,17) por 100.000 crianças. Uma redução nas admissões hospitalares ocorreu depois da introdução da vacina conjugada antipneumocócica em 2006: as taxas de admissão hospitalar em 2011 foram 2,03 por 100.000 crianças para a meningite e 1,12 por 100.000 crianças para a sepse. As doenças bacterianas invasivas previsíveis com vacinas nas crianças diminuíram significativamente na Inglaterra nos últimos cinco decênios, muito notavelmente com o advento das vacinas conjugadas eficazes a partir da década de 1990. É importante a vigilância continuada da doença e o contínuo desenvolvimento e implementação de vacinas contra sorotipos pneumocócicos adicionais e a doença meningocócica de sorogrupo B.   Referências: Martin N et al, Hospital admission rates for meningitis and septicaemia caused by Haemophilus influenzae, Neisseria meningitidis, and Streptococcus pneumoniae in children in England over five decades: a population-based observational study. The Lancet Infectious Diseases, Volume 14, Issue 5, Pages 397 – 405, May 2014   Fonte: Medcenter Medical News

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s